Jesus aparece aos Apóstolos

Lc 24,13-35: Quinta-feira na Oitava de Páscoa.

Esta aparição de Jesus ressuscitado narrada por São Lucas sublinha a dificuldade dos discípulos para aceitar o milagre da Ressurreição, apesar do testemunho dos anjos às mulheres e daqueles que já tinham visto o Senhor ressuscitado.

Jesus aparece aos discípulos, de improviso, estando as portas fechadas, gerando nos discípulos surpresa e medo. Santo Ambrósio de Milão (±397) comenta que “penetrou no recinto fechado não porque a sua natureza fosse incorpórea, mas porque tinha a qualidade de um corpo ressuscitado“.

Ainda que o corpo ressuscitado seja impassível (que não sofre, que não sente dor…) e não necessite de alimentos para se nutrir, o Senhor confirma os discípulos na verdade de sua Ressurreição com estas duas provas: Convidando-os para que o toquem e comendo na sua presença.

A cruz é um mistério não só na vida de Cristo, mas também na nossa. Por isso, cremos Senhor, mais aumentai nossa fé.