ELEMENTOS NUCLEARES: ORAÇÃO (3)

MOÇÕES ESPIRITUAIS

Os diferentes modos de orar, que podemos (ver aqui), visa proporcionar no exercitante o espaço possível para que seja movido por Deus, razão pela qual o orientador deverá sempre interessar-se pelas moções (movimentos espirituais), que a experiência da oração irá provocar no exercitante. Seria inadmissível imaginar-se alguém fazendo os EE sem que isso acontecesse.

Para ser movido, o referencial da oração é sempre o mistério.

  • A oração não é um falar, e menos ainda de si mesmo ou da própria problemática que a narrativa propõe;
  • Veja o Sl 138(139),4: “Pois a palavra ainda não me chegou à língua
    e vós, Javé, já a sabeis inteiramente”.
  • Oração é um escutar, no sentido de deixar-se tocar pelo mistério.