Deus me revela o seu amor… (Is 41,8-20)

Iniciação à experiência dos Exercícios Espirituais de Santo Inácio e Princípio & Fundamento

3º EXERCÍCIO – 03 de Julho de 2020

Estamos entrando no Princípio e Fundamento dos Exercícios Espirituais. “O ser humano é criado e recriado para louvar, reverenciar e servir a Deus Nosso Senhor…” Fomos criados pelo Amor para amar a Deus e as outras pessoas. O amor é fundamental para viver e crescer. Tome consciência desta sua vocação primeira e agradeça pelo dom de sua vida.

Louvar e bendizer (dizer bem e não “mal-dizer” nem fazer o mal); reverenciar (é mais do que ser educado: é admirar e se encantar); e servir (construir relações fraternas com todos e de respeito com tudo) é a vocação de todo ser humano. Acolher e respeitar o outro como ele deseja ser acolhido e respeitado não é fácil, mas possível com a graça de Deus.

Busque um lugar tranquilo para iniciar o seu Exercício. Pacifique o seu coração, respirando em profundidade ou ouvindo os sons da natureza… Utilize o que mais o (a) ajudar.

Peça a graça de sentir-se amado por Deus neste momento. Deus esteve sempre com você na sua caminhada pelo deserto da vida…

Oração preparatória: Que todas as minhas intenções (pensamentos!), ações e operações (sentimentos) sejam puramente ordenadas e colocadas a serviço…

Leia com fé Isaias 41, 8-20:

  • Eu escolhi você, descendente do meu amigo Abraão.
  • Desde os confins do mundo eu tomei você e o chamei dos extremos da terra. E lhe disse: Você é meu… e jamais o rejeitarei… Olhe para sua história e perceba como Deus sempre esteve presente!
  • Porque eu sou o Senhor, o seu Deus, que o sustento pela mão direita e lhe digo: Não tenha medo… Contemple a vida da Igreja, a vida dos santos… Aprenda com eles a colocar sua confiança no Senhor… “Não te perturbes, nada te espante… só Deus basta! (Sta. Teresa).

Durante a caminhada do povo, no primeiro êxodo, o povo “via” (estrelas, areia do deserto, pessoas…) e “escutava” (vozes, ruídos, grilos…)… Também você vai caminhar e desenvolver seus cinco sentidos enquanto anda e contempla… Levante-se e anote o que vê, escuta, sente (cheirar!), degusta (saborear!) e toca

Deus revela seu amor em tantas coisas pequenas que passam despercebidas. Você pode ser para todos “como uma fonte no deserto…”, uma bela criatura nesta maravilhosa criação de Deus.

Finalize com um colóquio de agradecimento por tanto amor derramado e nem sempre bem entendido e correspondido e faça a Revisão da oração, escrevendo: Data de hoje; Versículo ou palavras que mais o (a) tocaram; Sentimentos experimentados (consolação/desolação) e apelos; Dificuldades ou resistências encontradas…

Fonte: Centro de Espiritualidade Inaciana – ITAICI, Vila Kostka