Eis que estou à porta e bato…

Iniciação à experiência dos Exercícios Espirituais de Santo Inácio e Princípio & Fundamento

1º EXERCÍCIO – 01 de Julho de 2020

Eis que estou à porta e bato…

Ap 3,14-22

Você está entrando nos EE, entusiasmado e com o coração desejoso de buscar Deus e encontrar-se com Ele.

Muitas pessoas tem uma experiência religiosa: por iniciativa própria se aproximam das “coisas” de Deus para tirar delas alguma vantagem. A experiência de Deus, pelo contrário, é iniciativa de Deus que nos interpela e questiona. Os Exercícios Espirituais (examinar a consciência, meditar, contemplar, orar…) se colocam nessa perspectiva do relacionamento inter-subjetivo (Deus-homem) e não do inter-objetivo (homem-coisas).

Por isso, Santo Inácio pede para preparar-nos e iniciarmos com reverência o tempo de oração. Lembre-se do “Roteiro e método de orar”:

1. Escolha o lugar onde você se sinta bem, mais ajeitado… Deseje abrir–se para esta grande presença que lhe trará a verdadeira “novidade”.

  • Escute os barulhos, os diversos sons, próximos e distantes, procurando distinguir no meio deles o som da mão carinhosa do Senhor que bate agora à sua porta!
  • Olhe para o seu interior e perceba todas as portas que precisam ainda ser abertas para que Ele possa entrar e ocupar o centro de sua vida. Não deixe apenas portas entreabertas; abra-as de par em par.

2. Oração preparatória: Que todas as minhas intenções (pensamentos!), ações e operações (sentimentos) sejam puramente ordenadas e colocadas a serviço…

3. Peça a graça que precisa neste momento…O Senhor está à porta e bate… Eu abro todo o meu ser e sinto a suavidade da sua presença que entra em mim, como “doçura da divindade…”

Sem pressa, permaneça nesse convite. Sinta e saboreie Deus entrando carinhosamente na sua vida e história…

4. Leia pausadamente o texto bíblico: Ap 3,14-22, sentindo a força de cada palavra: Você é infeliz, miserável, pobre, cego e nu.. Um colírio para que possas enxergar… Estou à porta e bato… Quem ouvir minha Voz e abrir a porta, EU entrarei em sua casa e jantarei com ele, e ele Comigo…

Deus toma a iniciativa e bate na porta do seu coração… Você abre a porta de par em par?… Como experimenta a presença DELE junto na sua mesa, comendo com você?… Como Ele olha para você?… O que lhe diz ou sugere?…

Quais as ressonâncias dessas palavras no seu coração? Lembra-se de  quando Deus entrou na sua história definitivamente?

5. Termine esta “refeição” espiritual com um colóquio, uma oração de agradecimento ou súplica… Amar a Deus em todas as coisas e todas as coisas em Deus é a meta de toda vida espiritual. Para isso, precisa deixar Deus agir e realizar a obra dele em você. Senhor minha porta nem sempre está aberta… Não se canse de mim… Volte sempre… Volte logo, Senhor!

6. Anote no seu caderno de vida: Data de hoje; versículo ou palavra que mais o (a) tocaram; Sentimentos experimentados (consolação/desolação) e apelos sentidos; Dificuldades ou resistências encontradas…

Fonte: Centro de Espiritualidade Inaciana – ITAICI, Vila Kostka