Deus me faz e refaz…

Jr 18,1-8: 1Foi dirigida a Jeremias a palavra do Senhor nestes termos: 2Vai e desce à casa do oleiro, e ali te farei ouvir minha palavra. 3Desci, então, à casa do oleiro, e o encontrei ocupado a trabalhar no torno. 4Quando o vaso que estava a modelar não lhe saía bem, como sói acontecer nos trabalhos de cerâmica, punha-se a trabalhar em outro à sua maneira. 5Foi esta, então, a linguagem do Senhor: casa de Israel, não poderei fazer de vós o que faz esse oleiro? – oráculo do Senhor. 6O que é a argila em suas mãos, assim sois vós nas minhas, Casa de Israel. 7Ora anuncio a uma nação ou a um reino que vou arrancá-lo e destruí-lo. 8Mas se essa nação, contra a qual me pronunciei, se afastar do mal que cometeu, arrependo-me da punição com que resolvera castigá-la.

Data: 26.abr.2015

5… não poderei fazer de vós o que faz esse oleiro? 6O que é a argila em suas mãos, assim sois vós nas minhas.

O amor incondicional de Deus para comigo é maravilhoso. Por algumas vezes, devido à ansiedade, me desespero, mas Deus está fazendo e sempre como já fez em outras vezes as coisas acontecerem, não como eu queria, mas com certeza, após os acontecimentos, me convenço ter sido o melhor para mim.

Neste momento, que vivo o processo de aposentadoria, muitas coisas estão acontecendo, há muitas solicitações, como estar à frente da segunda etapa dos EEL e no mesmo dia me chamarem para uma palestra em Aparecida-SP aos jovens da Congregação Mariana. Na paróquia, houve um convite para ser o coordenador do Terço dos Homens, em casa a expectativa da esposa, para que esteja mais com ela, e possa lhe proporcionar passeios, alguns momentos juntos, para ela relaxar, devido ao sofrimento por estar à frente de cuidar de sua mãe com colostomia e que não anda, e hoje seu pai está completando 90 anos.

Acalmar-me, retornar ao centro da questão, pois os acontecimentos estão aí e não tenho como fugir deles. Há que se encarar e seguir em frente, sabendo que por trás de tudo Deus está agindo, me conduzindo, me amando e proporcionando saídas. Desesperar jamais. Se deixar-me guiar pelas ofertas do mundo ficarei na mão dos homens, na mão das mentiras (algumas pessoas que passaram pela minha vida e deixaram marcas negativas), seria como estar nas mãos do oleiro. Mas, deixar-me conduzir por Deus me deixa em águas tranquilas e me anima a prosseguir.

Obrigado Senhor, por fazer parte de sua obra.