Dom do discernimento.

Sab 9,1-18: 1Deus de nossos pais, e Senhor de misericórdia, que todas as coisas criastes pela vossa palavra, 2e que, por vossa sabedoria, formastes o homem para ser o senhor de todas as vossas criaturas, 3governar o mundo na santidade e na justiça, e proferir seu julgamento na retidão de sua alma, 4dai-me a Sabedoria que partilha do vosso trono, e não me rejeiteis como indigno de ser um de vossos filhos. 5Sou, com efeito, vosso servo e filho de vossa serva, um homem fraco, cuja existência é breve, incapaz de compreender vosso julgamento e vossas leis; 6porque qualquer homem, mesmo perfeito, entre os homens, não será nada, se lhe falta a Sabedoria que vem de vós. 7Ora, vós me escolhestes para ser rei de vosso povo e juiz de vossos filhos e vossas filhas. 8Vós me ordenastes construir um templo na vossa montanha santa e um altar na cidade em que habitais: imagem da sagrada habitação que preparastes desde o princípio. 9Mas, ao lado de vós está a Sabedoria que conhece vossas obras; ela estava presente quando fizestes o mundo, ela sabe o que vos é agradável, e o que se conforma às vossas ordens. 10Fazei-a, pois, descer de vosso santo céu, e enviai-a do trono de vossa glória, para que, junto de mim, tome parte em meus trabalhos, e para que eu saiba o que vos agrada. 11Com efeito, ela sabe e conhece todas as coisas; prudentemente guiará meus passos, e me protegerá no brilho de sua glória. 12Assim, minhas obras vos serão agradáveis; governarei vosso povo com justiça, e serei digno do trono de meu pai. 13Que homem, pois, pode conhecer os desígnios de Deus, e penetrar nas determinações do Senhor? 14Tímidos são os pensamentos dos mortais, e incertas as nossas concepções; 15porque o corpo corruptível torna pesada a alma, e a morada terrestre oprime o espírito carregado de cuidados. 16Mal podemos compreender o que está sobre a terra, dificilmente encontramos o que temos ao alcance da mão. Quem, portanto, pode descobrir o que se passa no céu? 17E quem conhece vossas intenções, se vós não lhe dais a Sabedoria, e se do mais alto dos céus vós não lhe enviais vosso Espírito Santo? 18Assim se tornaram direitas as veredas dos que estão na terra; os homens aprenderam as coisas que vos agradam e pela sabedoria foram salvos.

Data: 15/mai/2015

2Por vossa sabedoria, formastes o homem.

Sinto-me amado por Deus, pois a Sabedoria de Deus me criou, e isto é belo e me sinto bem servindo ao próximo; sempre preferindo dar mais, que receber. Também observo, certa cumplicidade, quando vou a Igreja e vejo aqueles pobres que ficam a porta. Interessante o Sr Geraldo, que sempre me saúda com uma palavra alegre.

Da mesma forma, está bonito aqui em casa, cada um sendo responsável pelo outro, todos se querendo bem. Ver os filhos se ajudando e nós pais ajudando no casamento do Rodolfo com Isabel. Também a preocupação com o nosso gato, que está deficiente visual e mesmo assim não nos cansamos em cuidar dele. Daqui a pouco, retornam meus sogros, que ficarão no mês de junho aqui em casa, o desgaste de cuidar. Vale a pena o cuidado, pois tudo é criação de Deus.

5Sou um homem fraco, cuja existência é breve.

Essa busca de Deus em minha interioridade, tem me transformado em pessoa livre dos apelos do mundo, apesar de estar no mundo. Interessante, como sou solicitado a falar sobre Maria, como aprendemos da Mãe de Deus e nossa. Não gosto de ser o centro da atenção, prefiro continuar na humildade, ajudando e onde todos façam juntos. As coisas caminham melhor onde todos se ajudam, tendo como centro o nosso Deus.

A certeza de minhas limitações perante o criador e na certeza também que Deus sabe de tudo e por isto Ele tem me ajudado muito, como foi no início de meu trabalho na Petrobras, na compra do apartamento onde moro hoje, na construção da Capela Nossa Senhora de Fátima, em Água Santa. Agradeço muito a minha esposa e meus filhos, por sermos uma família feliz.

7Vós me escolhestes.

Me sinto escolhido, por tudo que acabei de narrar acima, onde não consigo parar. Estou sempre pensando em Deus, no amor e tendo vontade de seguir em frente. Sem medo das mudanças que estão por vir, pois todos aqui nos ajudamos, e isto é bom.

Curioso esta escolha gratuita de Deus, com seus apóstolos e hoje sinto continuador como discípulo missionário. As respostas continuam, quando vejo o Grupo de Oração lá na Empresa; a Capelinha peregrina da Senhora Aparecida, são muitas frentes a cuidar e me sinto chamado a continuar este trabalho.

O dom do discernimento vem neste momento, onde na certeza de ser escolhido, procuro dar sim as minhas respostas, sempre colocando Maria como modelo em minha vida, sinto-me bem acolhendo os dons que recebo, mas preciso passa-los e não os reter, pois são dons de Deus.

Sentir-se escolhido, não me envaidece, pelo contrário sinto aumento da carga de trabalho sobre mim, minha esposa de vez em quando pede para diminuir meu ritmo. Neste discernimento sobre minha realidade atual, será bom a saída do trabalho, com minha aposentadoria, onde poderei me dedicar mais as pessoas, acolhendo o que é bom e positivo e deixando de lado o que é mau e negativo, como certas companhias do trabalho, que apesar de serem pessoas boas, mas os apegos que elas têm necessidade de demonstrar as coisas materiais, sexuais chegam a incomodar. Não é algo de positivo. A minha escolha, é viver em paz, é servir e não perder tempo olhando para trás.

10Fazei descer, enviai a vossa sabedoria, para que eu saiba o que vos agrada.

Fiquei apaixonado por este texto, pois fiz sua leitura no domingo 10/05/15 por volta de 23h e fiquei sendo afetado pelas palavras do texto, que só consegui dormir por volta das 03h00. Para alguém que precisava levantar às 06h00, o dia foi arrastado, pois a noite ainda tive compromisso com a Catequese de Adultos. Mas, me apaixonei por esta oração de Salomão, onde fica claro a opção pela vontade de Deus em nossa vida, pois se vem de Deus são coisas/propostas boas.

Todo discernimento leva a uma decisão. No texto vemos a decisão de Salomão optar pela Sabedoria, para corresponder aos apelos de Deus em sua vida, ou seja, Salomão reconhece que não é nada perante o criador, mas mesmo assim Deus o escolheu para o discipulado e para bem levar a frente o Seu projeto, Salomão necessita da sabedoria, para transformar sua vida em oração.

Que nestes tempos que estamos vivendo, tenhamos sabedoria para enfrenta-los, sem medo dos desafios, deixando a vontade de Deus acontecer e que pelo meu testemunho, outros venham para junto deste Deus tão misericordioso.