MEDITAÇÃO DAS TRÊS CLASSES DE HOMENS

Não se pode conhecer Jesus sem caminhar com ele e sem apostar a vida por ele…

Papa Francisco

Na presença do Senhor abra o seu coração para seguir Jesus sem delongas e enrolamentos. Faça o sinal da Cruz sobre o seu corpo…

  1. A história: Três tipos de pessoas percebem que estavam com uma volumosa quantia de dinheiro adquirido não honestamente. Todos querem ficar em paz com Deus, mas cada um procede de modo diferente.
  2. Composição vendo o lugar. Ver-se diante de Deus, nosso Senhor e de todos os seus santos, para desejar e conhecer o que é mais grato à sua divina bondade.
  3. Petição. Pedir a graça de escolher o que for melhor (MAGIS!) para a glória de Deus e salvação própria.
    • Primeiro tipo de pessoa: protela a solução dos problemas até a hora da própria morte. Passam a vida enrolados e enrolando.
    • Segundo tipo de pessoa: resolve ficar com o dinheiro e utilizá-lo para obras da Igreja ou fins sociais. Faz o que ele quer “sob aparência” de bem…
    • Terceiro tipo de pessoa: resolve a questão sem subterfúgios nem condições. Devolverá o dinheiro ao legítimo proprietário ou, na impossibilidade disso, o dará aos pobres. Este tipo de pessoa é livre e quer fazer mesmo o que Deus quer!

Na meditação anterior, fomos precavidos dos possíveis enganos no seguimento do Senhor e realização de sua vontade. Agora, verificamos até que ponto somos generosos e estamos decididos.

Diante do que parece ser a vontade de Deus surgem três tipos de “resposta”:

  • SIM=NÃO. A decisão é adiada indefinidamente. Fica-se totalmente preso ao “amor-próprio, vontade e interesse” (EE 189).
  • SIM, mas… Colocam-se condições: Sim, mas como eu quero e não como Tu queres
  • SIM! Como Nossa Senhora: Como Tu queres e quando Tu queiras!

Como é a sua resposta no seguimento de Jesus?

  1. Leia com fé Lucas 18, 18-27 (O jovem rico). Jesus olha todos com amor!
  2. Finalize com um colóquio: Senhor Jesus, faz-me generoso no seu seguimento. Dar-me, sem conta; sacrificar-me, sem me queixar; trabalhar, sem me gabar; lutar, sem fazer caso das feridas; suportar ofensas sem esperar outro prêmio que a sua amizade…
  3. Faça a Revisão da oração e anote no caderno de vida: Data de hoje; versículos ou palavras que mais lhe tocaram; sentimentos experimentados; apelos sentidos; dificuldades ou resistências encontradas…
Fonte: Centro de Espiritualidade Inaciana – ITAICI, Vila Kostka