A REVELAÇÃO DE DEUS (2)

DEUS VEM AO ENCONTRO DO HOMEM

1. O que é que Deus revela ao homem?

  • Deus revela-se ao homem, na sua bondade e sabedoria.
  • Mediante acontecimentos e palavras, Deus revela-se a Si mesmo e ao seu desígnio de benevolência, que Ele, desde a eternidade, preestabeleceu em Cristo a favor dos homens.
  • Tal desígnio consiste em fazer participar, pela graça do Espírito Santo, todos os homens na vida divina, como seus filhos adotivos no seu único Filho.

2. Quais as primeiras etapas da Revelação de Deus?

  • Deus manifesta-se desde o princípio aos nossos primeiros pais, Adão e Eva, e convida-os a uma comunhão íntima com Ele.
  • Após a sua queda, não interrompe a revelação e promete a salvação para toda a sua descendência.
  • Após o dilúvio, estabelece com Noé uma aliança entre Ele e todos os seres vivos.

3. Quais as etapas sucessivas da Revelação de Deus?

  • Deus escolhe Abrão chamando-o a deixar a sua terra para fazer dele “o pai duma multidão de povos” (Gn 17,5), e promete abençoar nele “todas as nações da terra” (Gn 12,3).
  • Os descendentes de Abraão serão o povo eleito, os depositários das promessas divinas feitas aos patriarcas.
  • Deus forma Israel como seu povo salvando-o da escravidão do Egito; conclui com ele a Aliança do Sinai, e dá-lhe a sua Lei, por meio de Moisés.
  • Os profetas anunciam uma redenção radical do povo e uma salvação que incluirá todas as nações numa Aliança nova e eterna, que será gravada nos corações.
  • Do povo de Israel, da descendência do rei David, nascerá o Messias: Jesus.

4. Qual é a etapa plena e definitiva da Revelação de Deus?

  • É aquela realizada no seu Verbo encarnado, Jesus Cristo, mediador e plenitude da Revelação. Sendo o Filho Unigênito de Deus feito homem, Ele é a Palavra perfeita e definitiva do Pai.
  • Com o envio do Filho e o dom do Espírito, a Revelação está, finalmente, completada, ainda que a fé da Igreja deva recolher todo o seu significado ao longo dos séculos.

“A partir do momento em que nos deu o Seu Filho, que é a Sua única e definitiva Palavra, Deus disse-nos tudo ao mesmo tempo e duma só vez, e nada mais tem a acrescentar” 

(S. João da Cruz).

5. Qual o valor das revelações privadas?

  • Embora não pertençam ao depósito da fé, elas podem ajudar a viver esta mesma fé, desde que mantenham uma estrita orientação para Cristo.
  • O Magistério da Igreja, ao qual compete discernir as revelações privadas, não pode, por isso, aceitar aquelas que pretendem superar ou corrigir a Revelação definitiva que é Cristo.

PERGUNTAS

Após a leitura você saberá responder o que vem a ser Revelação de Deus? E Revelação privada?

Fonte: Catecismo da Igreja Católica (CIC 50-67)