Revelação (3)

A TRANSMISSÃO DA REVELAÇÃO DIVINA

1. Porquê e como deve ser transmitida a Revelação?

  • Deus “quer que todos os homens sejam salvos e cheguem ao conhecimento da verdade” (1Tm 2,4), isto é, de Jesus Cristo.
  • Por isso, é necessário que Cristo seja anunciado a todos os homens, segundo o seu mandamento: “Ide e ensinai todos os povos” (Mt 28,19).
  • É o que se realiza com a Tradição Apostólica.

2. O que é a Tradição Apostólica?

  • A Tradição Apostólica é a transmissão da mensagem de Cristo, realizada desde as origens do cristianismo, mediante a pregação, o testemunho, as instituições, o culto, os escritos inspirados.
  • Os Apóstolos transmitiram aos seus sucessores, os Bispos, e, através deles, a todas as gerações até ao fim dos tempos, tudo o que receberam de Cristo e aprenderam do Espírito Santo.

3. Como se realiza a Tradição Apostólica?

  • A Tradição Apostólica realiza-se de duas maneiras: mediante a transmissão viva da Palavra de Deus (chamada também simplesmente a Tradição) e através da Sagrada Escritura que é o próprio anúncio da salvação transmitido por escrito.

4. Que relação existe entre a Tradição e a Sagrada Escritura?

  • A Tradição e a Sagrada Escritura estão intimamente unidas e compenetradas entre si.
  • Com efeito, ambas tornam presente e fecundo na Igreja o mistério de Cristo e provêm da mesma fonte divina: constituem um só sagrado depósito da fé, do qual a Igreja recebe a certeza acerca de todas as coisas reveladas.

5. A quem é confiado o depósito da fé?

  • O depósito da fé é confiado pelos Apóstolos a toda a Igreja.
  • Todo o povo de Deus, mediante o sentido sobrenatural da fé, conduzido pelo Espírito Santo, e guiado pelo Magistério da Igreja, acolhe a Revelação divina, compreende-a cada vez mais e aplica-a à vida.

6. A quem compete interpretar autenticamente o depósito da fé?

  • A interpretação autêntica do depósito da fé compete exclusivamente ao Magistério vivo da Igreja, isto é, ao Sucessor de Pedro, o Bispo de Roma, e aos Bispos em comunhão com ele.
  • Ao Magistério, que, no serviço da Palavra de Deus, goza do carisma certo da verdade, compete ainda definir os dogmas, que são formulações das verdades contidas na Revelação divina; tal autoridade estende-se também às verdades necessariamente conexas com a Revelação.

7. Que relação existe entre a Escritura, a Tradição e o Magistério?

  • De tal maneira estão unidos, que nenhum deles existe sem os outros.
  • Todos juntos contribuem eficazmente, cada um a seu modo, sob a ação do Espírito Santo, para a salvação dos homens.

PERGUNTA

O que você entendeu, quando falamos da Revelação Divina, em relação a Escritura, Tradição e Magistério da Igreja? – Fale um pouquinho com suas palavras.

Fonte: Catecismo da Igreja Católica (CIC: 74-95)