Perdoar

Mt 18,15-20

No Evangelho de hoje, somos convidados a trabalhar em nosso coração, o perdão, praticando o diálogo fraterno e sem julgamentos. Ouçamos, o que nos diz Jesus: Se teu irmão pecar contra ti, vai corrigi-lo, mas em particular, à sós contigo! Se ele te ouvir, tu ganhaste o teu irmão. Qual o limite de nosso perdão? Sentimos dificuldades? – Saber perdoar é um gesto do coração, é um gesto de caridade, um gesto de conversão. Nos diz o Papa Francisco: o nome de Deus é Misericórdia! Sejamos mansos e humildes!

O Senhor, nos convida a cooperar com Ele na santificação dos outros através da correção fraterna, entre outros possíveis meios. As fortes palavras com que o Senhor condenava o escândalo, seguem-se agora estas outras, não menos fortes, contra o pecado da negligência (São João Crisóstomo).

É preciso corrigir com paciência, amor e sinceridade para educar. O Senhor indica três graus de correção: 1º) a correção fraterna, no face a face, pessoalmente; 2º) diante de uma ou duas testemunhas; 3º) diante de uma instituição, à Igreja, à sociedade ou até o poder público, que tem a missão de corrigir as pessoas.

Todos temos nossos erros, é sabedoria deixar-se corrigir! E gesto de amor corrigir alguém.