Silenciar

Lc 1,57-66 – Nascimento de João Batista

O nascimento de João Batista, é motivo de acolhida, de silêncio e de discernimento para entendermos o mistério de uma mulher idosa gerar um filho, de um marido e sacerdote mudo que define o nome em uma tabuinha. Todos ficam admirados. Também ficamos, sem entender! O que virá a ser este menino? A encarnação do Batista já é anúncio da encarnação do Messias, que virá e tanto esperamos no meio de nós. Ele é portador de esperança, nestes tempos difíceis.

Podemos nos silenciar para compreender o mistério. Silenciar para orar, às vezes até para equilibrar a vida, de tão agitada que anda, equilibrar nosso modo de existir, nossas relações com as coisas, as pessoas que nos cercam. Andamos saturados, mas precisamos confiar na Misericórdia de Deus, que cuida de cada um de nós. Podemos, no silencio, nos perguntar: O que tenho sido diante de Deus?

Preparar os caminhos, este é o significado do nascimento do Batista. Senhor! Tu vens! Tu vens! Já escutamos teus sinais, para habitar no meio de nós, para nos trazer vida. Quase terminando este Retiro do Advento, que continuará com o tempo do Natal, tenhamos em nosso coração um espírito acolhedor, solidário, amoroso e conciliador. Pois, Deus é bom, misericordioso, nos toca, cuida e não desiste de cada um de nós.