A religião cristã tomou contato com a filosofia no século II da nossa era, se baseava desde seu início, no ensinamento dos Evangelhos, isto é, na fé na pessoa e na doutrina de Jesus Cristo. Os Evangelhos Sinóticos (Mateus, Lucas e Marcos) anunciam ao mundo uma boa nova. Um homem nasceu em circunstâncias maravilhosas; ele tinha por nome Jesus; ensinou ...

Partindo da frase de Heráclito: Physis kryptesthai phileî, nos aponta o pensamento para a compreensão da natureza mesma do ser, onde o “surgir favorece o desenvolvimento do encobrir, e o encobrir favorece o surgir”. Surgir e encobrir favorecem-se mutuamente, cada qual possibilitando o outro. O fragmento de Heráclito promove a circularidade do “aparecer”, “gostar”, “encobrir”, e só através dessa relação ...

Introdução: Sócrates à Relação que estabelece é puramente intelectual. Seu conhecimento é vivo (experiência da vida cotidiana). Cria o princípio que nada sabe. Desperta as consciências adormecidas. É tido como subversivo e deve morrer. O lugar da Filosofia é a praça pública. Filosofia: etimologia: passagem do mundo mítico para a consciência racional “Amor à sabedoria”. Filosofia não é um saber: ...

1. A Filosofia e sua vivência: Mais que qualquer outra disciplina precisa ser vivida. Vivência: significa o que estamos verdadeiramente sentindo. Ex.: de Estudar e Observar. Para vivê-la é indispensável entrar nela como se entra numa selva, para explorá-la. Mas, viver a realidade filosófica, é algo que só poderemos fazer em certos números de questões e certos pontos de vista. ...

“Todo o homem que for dotado de espírito filosófico há de ter o pressentimento de que, atrás da realidade em que existimos e vivemos, se esconde outra muito diferente, e que, por consequência, a primeira não passa de uma aparição da segunda” (Nietzsche, F., Origem da Tragédia, Trad. de A. Ribeiro, Lisboa 1972, p.37). Quando a realidade começa a desocultar-se, ...