Maria é mãe silenciosa que ama. ...

IMPORTÂNCIA DO DIÁLOGO NOS EXERCÍCIOS ESPIRITUAIS ...

O Ato Humano (2) ...

Mc 8,27-37 – Tu és o Cristo! 27Jesus saiu com os seus discípulos para as aldeias de Cesaréia de Filipe, e pelo caminho perguntou-lhes: Quem dizem os homens que eu sou? 28Responderam-lhe os discípulos: João Batista; outros, Elias; outros, um dos profetas. 29Então perguntou-lhes Jesus: E vós, quem dizeis que eu sou? Respondeu Pedro: Tu és o Cristo. 30E ordenou-lhes ...

CONHECIMENTO. Para que um ato possa ser qualificado moralmente, exige-se a intervenção das potências racionais da inteligência (advertência) e da vontade (consentimento) – o homem conhece o objeto e delibera se deve ou não tender para ele; a vontade tende para o objeto porque o deseja como um bem ou se afasta, rejeitando-o como um mal. A “advertência” deverá ser ...

Introdução: Sócrates à Relação que estabelece é puramente intelectual. Seu conhecimento é vivo (experiência da vida cotidiana). Cria o princípio que nada sabe. Desperta as consciências adormecidas. É tido como subversivo e deve morrer. O lugar da Filosofia é a praça pública. Filosofia: etimologia: passagem do mundo mítico para a consciência racional “Amor à sabedoria”. Filosofia não é um saber: ...

Esclarecimento é a saída do homem de sua menoridade (incapacidade de fazer uso de seu entendimento sem a direção de outro indivíduo). Sendo que o homem é o próprio culpado pela sua falta de decisão e coragem. Uma das grandes causas: preguiça e a covardia. Hoje em dia as facilidades das coisas não me obrigam a pensar é mais fácil ...