ÚLTIMA CEIA

Chegamos a Jerusalém! Foi uma longa caminhada… Quais os sentimentos que prevalecem em você ao iniciar este retiro? Qual a graça que pede ao Senhor? Iniciamos agora as últimas semanas dos EE (3ª e 4ª) voltados para o “Mistério Pascal de Cristo”, a sua paixão, morte e ressurreição. Mistério inseparável. Santo Inácio começa a 3ª semana com a contemplação da Última ceia e a sua preparação.

Siga os passos da oração: Coloque-se na presença de Deus. Faça, a seguir, a oração preparatória habitual (que todas as minhas intenções, ações e operações sejam puramente ordenadas e colocadas a serviço…). Peça a graça de sentir dor, sentimento e confusão, porque o Senhor vai à sua paixão por meus pecados.

Leia com fé o texto de Lucas 22, 1-20 e contemple… (“ver”, “ouvir”, “participar da cena…”).

Imagine o caminho de Betânia para Jerusalém e observe os rostos de Jesus e seus discípulos… Parecem preocupados e abatidos. Jesus mandou Pedro e João fazer os preparativos para a ceia pascal... Ele previu os detalhes. Pergunte se pode acompanhá-los e vá com eles…

Dizem que a preparação da festa é mais importante do que a própria festa.

Jesus sentou-se à mesa e disse: Ardentemente desejei comer convosco esta ceia pascal… Tomou o pão; meu corpo dado por vós… Este cálice é o meu sangue derramado por vós… Contemple o rosto e o estado de ânimo dos presentes, especialmente o de Jesus.

Continue “vendo”, “ouvindo”, “sentindo”: Fazei isto em memória de mim!

Os judeus sabiam que o “memorial pascal” era muito mais do que uma lembrança. Eles se sentem presentes na “passagem do Mar Vermelho”. Nós, cada vez que participamos da Eucaristia, estamos presentes real e sacramentalmente no Calvário, e no túmulo vazio do Senhor ressuscitado. Evento único e central da nossa salvação! Com os “olhos da alma e os pés da fé” estamos lá.

Em cada Eucaristia Jesus se entrega a nós, ele mesmo com toda a sua vida, como conhecemos pelos relatos evangélicos. Ele é o alimento divino do seu povo peregrino.

O evangelho de João resume o significado da Eucaristia no gesto significativo do lava-pés. Entendeis o que eu vos fiz? Sereis felizes se o puserdes em prática… (Jo 13,17).

O que Jesus fez na sua vida toda foi viver “eucaristicamente”.

Finalize a contemplação com um colóquio de agradecimento. Faça a revisão da oração e anote as moções que mais o marcaram.

Fonte: Centro de Espiritualidade Inaciana – ITAICI, Vila Kostka